Dietas proteica oral precoce após cirurgia eletiva do trato gastrointestinal inferior em adultos: uma m eta-análise de ensaios clínicos randomizados

As diretrizes atuais recomendam reinício precoce da ingestão oral no pós-operatório. No entanto,  uma meta-análise abrangente de 2019 falhou em identificar quaisquer benefícios como redução de mortalidade, de infecção dentre outros. Uma hipótese aventada é que foram avaliados estudos em que a intervenção era dieta líquida sem proteína. A presente revisão sistemática sintetizou evidências de ensaios clínicos randomizados (do inglês RCT, randomized clinical trials)  que avaliaram o impacto nos resultados de cirurgias eletivas do trato gastrointestinal inferior em adultos, de uma dieta oral precoce com proteína versus uma alimentação tradicional tardia.

Foram incluídos 8 RCTs que empregaram com intervenção dieta oral precoce (em a até 24 horas após cirurgia) seja dieta líquida, nutrição enteral via SNE ou dieta sólida todos com conteúdo proteico.

Os resultados sugerem que o início de uma dieta oral precoce com proteína resulta em uma redução na mortalidade, sem heterogeneidade importante detectada quando comparada a uma alimentação tradicional. Além disso, uma dieta oral precoce com proteína também reduziu as infecções do sítio cirúrgico, náuseas e vômitos pós-operatórios e complicações pós-operatórias graves. Portanto, deve ser prescrita uma dieta oral com proteína, iniciada em até 24 horas após cirurgia gastrointestinal inferior eletiva em adultos.

Clique no link abaixo e veja o estudo completo.

FONTE: Hong Pu1 et. al. Early oral protein-containing diets following elective lower gastrointestinal tract surgery in adults: a meta-analysis of randomized clinical trials, 2021.

Deixe um comentário